Meditação, Mindfullness e Autocompaixão

CompassivaMente

Porquê desenvolver mindfulness?

Porquê desenvolver mindfulness ?

 

A prática de meditação mindfulness tem sido bastante promovida ultimamente pelos seus benefícios para a mente e corpo. Os efeitos da meditação nas capacidades cognitivas, bem-estar e saúde geral, encontram-se entre muitos outros benefícios a serem colhidos com uma prática continuada e consistente.

Aqui ficam alguns benefícios importantes da meditação mindfulness validados por em extenso corpo de publicações cientificas:

-> Redução da ruminação e do síndrome de pensamento acelerado;
-> Redução de sintomas de depressão e redução da probabilidade de recaídas;
-> Melhoria da capacidade de memorizar, de foco e continuidade de atenção;
-> Ajuda a reduzir a ansiedade e stress;
-> Ajuda a regulação emocional e a reduzir a reatividade emocional;
-> Ajuda a melhorar a flexibilidade cognitiva e aumenta a criatividade;
-> Ajuda a melhorar a satisfação nas relações;
-> Ajuda a melhorar a função do sistema imunitário e reduz processos inflamatórios.

 

Prática de Meditação e Desenvolvimento Espiritual

Importa relembrar que segundo as tradições contemplativas, o objetivo principal da prática de meditação sempre envolveu o desenvolvimento espiritual (sabedoria e abertura do coração). Apesar de positivos, os benefícios para o corpo e mente, sempre foram considerados como consequências ou efeitos secundários no âmbito dessas tradições espirituais.

Os benefícios são algo relevante sem duvida, e são o que traz muitas pessoas à meditação. No entanto, em ultima análise, pode dizer-se que meditamos para “aprender” e com isso crescer e evoluir. Mas, aprender o quê?
Aprender o que significa ser humano, o que significa esta existência, ou como encontrar paz e contentamento. E não me refiro aqui a um exercício filosófico para nos ajudar a pensar melhor ou encontrar melhores conclusões.
O processo de aprendizagem envolvido na meditação mindfulness tem um imenso potencial de revelação. Em particular vamos desvendando a natureza da realidade para lá das nossas crenças e certezas. Aspetos como a impermanência, ou a natureza daquilo a que chamamos “Eu” começam a ser realizados através de observação direta. Começamos a ter uma compreensão mais clara da causalidade que leva ao sofrimento
(nosso e dos outros), ou ao contentamento e paz (nosso e dos outros). A prática traz discernimento e espaço de liberdade para responder à vida, em vez de reagir.

 

“…em ultima análise, pode dizer-se que meditamos para “aprender” e com isso crescer e evoluir.”

 

As realizações no caminho da meditação mindfulness podem facilitar:

-> A promoção de um sentido de confiança perante a vida;

-> Ajudar a ver as coisas tal como são para além das nossas crenças, opiniões, expectativas e traumas;

-> Aproximar-nos da liberdade de escolha para além dos hábitos e padrões de condicionamento da nossa mente, devolvendo-nos um sentido de autoria e responsabilidade pela nossa vida. Pode dizer-se que o treino de mindfulness amplia o nosso espaço de liberdade a partir do qual conseguimos responder às circunstâncias, sem estarmos tão prisioneiros das reações condicionadas habituais. “Entre o estímulo e a resposta há um espaço. Neste espaço reside o nosso poder de escolher a nossa resposta. Na nossa resposta está o nosso crescimento e a nossa liberdade.”, Viktor Frankl;

-> Ajudar a encontrarmos o nosso centro, lugar a partir do qual conseguimos estar presentes e em contacto de forma confiante e equilibrada perante as circunstâncias internas e externas – um refúgio interno;

-> Ajudar a estarmos mais alinhados com a nossa intuição e criatividade, equilibrando a nossa faceta mais racional. Meditar alinha-nos mais com a nossa bússola interna;

-> Ajudar a conhecermos intimamente o território da nossa experiência (sensações, emoções, padrões de pensamentos e reações) e com isso conhecermos as nossas necessidades e até que ponto elas estão a ser respeitadas ou não em cada momento;

-> Promover uma relação intima de cuidado connosco mesmos, com os outros e com o mundo, num sentido espiritual, levando a uma abertura do coração e ao desenvolvimento de compaixão e bondade amorosa.

 

Filipe Raposo

Outubro 2022

 

Compartilhar

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Receba Gratuitamente

Ebook sobre mindfullness

Mais Relacionadas

Esperança

Ouvir a narração deste texto:   “…A esperança é a mais doce e implacável das carcereiras…”, Autor Desconhecido

Ler mais "

Paradoxos no Caminho

Ouvir a narração deste texto: Paradoxo refere-se à circunstância, que conjuga diferentes aspectos da realidade aparentemente antagonistas ou

Ler mais "

Subscreva a nossa newsletter

INTRODUZA O SEU EMAIL E ESTEJA SEMPRE A PAR DAS NOVIDADES

Por um mundo mais compassivo. mindfullness, autocompaixão

@compassivamente 2023